Food & Wine Pairing

Food & Wine Pairing

O principal princípio que deve ter em conta quando quer adequar um vinho ao prato que vai servir é o da harmonia: o sabor do vinho e do prato não se devem sobrepor entre si. Deve garantir que um não anula o outro e que os dois se fazem notar.

Opte por vinhos de acordo com a intensidade da comida. Os pratos onde predominam os sabores intensos devem ser acompanhados por vinhos encorpados. Os pratos à base de carnes vermelhas, por exemplo, suavizam os taninos de um tinto.

Já os de sabores mais leves devem ser acompanhados por vinhos também leves.

Os pratos doces ficam melhores quando acompanhados por vinhos também doces apesar de não ser assim em todos os casos e de também se conseguir boas combinações entre tintos e sobremesas, por exemplo.

Para além das combinações mais óbvias, que invariavelmente aliam os tintos às carnes e queijos e os brancos aos peixes e saladas, há uma vasta gama de combinações alternativas a considerar. Alguns brancos são óptimos companheiros para certos queijos e um rosé pode ser perfeito para o sushi.

Apesar das várias sugestões acerca da forma como melhor combinar os vinhos e a gastronomia o melhor é experimentar. Teste harmonizações mais ousadas, não faça as combinações do costume, imagine, decida-se pelo mais improvável e surpreenda-se com o resultado.

Nas fichas técnicas dos nossos vinhos pode encontrar sugestões que testámos e gostámos!